Página 4

EM BREVE !

O Muito Japão vai trazer de novo o Gente Muito Japão! E para marcar a volta da entrevistas com pessoas que estão no eixo Brasil-Japão, teremos uma versão especia puxa-brasa-pra-sardinhal! GENTE (MANEIRÍSSIMA) MUITO JAPÃO! 


O Muito Japão entrevistou dois brasileiros e CARIOCAS que vivem atualmente no Japão! Com uma irreverência toda carioca, eles nos vão contar um pouco da vida deles no país, o que mais sentem falta e o que não sentem falta da Cidade Maravilhosa, como foi a adaptação ao idioma e ao idioma e o que aprenderam a gostar e admirar nos japoneses! 

NÃO PERCAM! 
EM BREVE 

GENTE (MANEIRÍSSIMA) MUITO JAPÃO



Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com

É TÓQUIO NO VÍDEO !


O vídeo que eu trago hoje, provavelmente, muitos de nossos leitores já devem conhecer, pois o VP é de janeiro desde ano (2014). Mas confesso que só o conheci recentemente e resolvi compartilhar aqui no blog, por uma razão muito simples: a locação das gravação foi em TÓQUIO, JAPÃO! O maneiro é que a atriz que aparece no vídeo, Haruka Abe, é japonesa e fã do grupo britânico Clean Bandit. Segundo a banda, a experiência de gravar no Japão foi incrível.

Comentário da banda:

"O vídeo é sobre um fã japonês da banda que se torna delirante e tem alucinações de membros da banda e nosso logotipo aparecendo inesperadamente em sua vida diária. (...) As filmagens em Tóquio foram uma experiência incrível. Passamos quase uma semana lá. Foi tão útil que, nós mesmos, como sempre, ficamos assustados como nunca produzimos nada tão distante. Tivemos um pouco de dificuldade de filmar a cena no trem. Acontece que é considerado extremamente rude fazer barulho em um trem. Assim, quando começamos a dançar ao redor da pista na carruagem com os extras, ele não desceu bem!"

Com vocês, Clean Bandit com participação de Jess Glynne na música Rather Be!


Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com

SE O PEITO BALANÇAR, ADEUS !


A mensagem do título é a que aparece quase no final desse vídeo, um tanto quanto, sensual e, eu diria até erótico, para os olhos nipônicos. Confesso que não sei qual seria a relação do vídeo das meninas com o trailler do filme que é apresentado logo em seguida. Acredito que seja até algum tipo de paródia do filme kamisama no iu toori  神様の言うとおり, já que a brincadeira que elas mostram é a mesma do filme: daruma san ga koronda, (literalmente: "o daruma caiu", mas que no filme vira daruma san ga koroshita, ou seja, "o daruma matou"). A brincadeira seria um equivalente aa nossa "batatinha frita 1,2,3". 

Mas acho que a preferência dos japoneses por seios e a "sen-su-a-li-da-de" do tamanho dos biquínis das moças, mesmo sendo elas bonitas e jovens, acho que é algo que fica bem claro no vídeo, não? Muito Japão!

Bom, para quem não entende a brincadeira, aí vai uma síntese do vídeo das meninas! Quem está na frente deve se virar de costas e falar a frase daruma san ga  koronda e se virar e, quando se virar, todos devem permanecer parados em posição de "estátuas". Eis que quase no final, todos elas param, realmente, mas uma delas, apesar de ter parado em uma posição fixa, seus seios continuam balançando...

...por isso ela é "castigada" - vc verá como  no vídeo a seguir - e aí vem a frase:

ぷるるんしたら、さようなら !
purrurunshitara, sayounara !
se balançar, adeus !

Assista agora o vídeo !



Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com

Ginkgo, as folhas amarelas do outono no Japão

Com suas folhas parecidas com as delicadas avencas, ginkgo é uma invulnerável árvore de folhas caducas que se destaca no outono do Japão.
A árvore é tida como uma das mais antigas plantas, com histórico de 200 milhões de anos, o único fóssil vivo, ou, a única ligação viva com o período jurássico.
Originária da China, cultivada principalmente na Ásia, chega a atingir a altura de 30 metros e uma das plantas com maior longevidade e invulnerabilidade, além da fama poderosa de afastar insetos.
Dióicas, divididas em 2 sexos, a maioria plantada no Japão é o ginkgo feminino. O ginkgo masculino é reconhecido pelos cones de pólen, localizados no nó onde nascem as folhas, sendo mais utilizado no plantio em parques e ruas.
E naturalmente, as espécies femininas são as que produzem frutos, chamados de ginnan (leia-se guin-nan).
Suas folhas adquirem variadas cores, do verde ao amarelo em uma única planta, no outono.
Como a árvore de canfora, que já comentei nesta postagem sobre >>>  a flor de Hiroshima - ginkgo foi mais uma das árvores que sobreviveu à bomba atômica.
Enfeitam ruas, é árvore-símbolo de muitas cidades e províncias japonesas. 
Embelezando, inclusive, com a queda de suas folhas amarelas no outono.


O logotipo de Tóquio é representado pelo desenho da folha de ginkgo.
No Brasil, é conhecido como Ginko Biloba, pela propriedade medicinal, sempre sob orientação médica.

Ginkgo é chamado de ichō pelos japoneses e apelidado de chichinoki (fonética: titinoki).
O nome é derivado do idioma chinês, cuja escrita 鴨脚 - que significa pés de pato, pelo formato das folhas - tem leitura japonesa de ichō. A escrita japonesa seria 公孫樹 que também se lê ichō, traduzida como árvore avenca.
A escrita dos ideogramas do Japão e da China são parecidos, porém a leitura e significados são, muitas vezes, diferentes entre os 2 países.
Existe uma outra teoria a respeito do nome, de que monges e comerciantes que iam à China, entendiam o nome da planta como yachao.
Ichō, ou ginkgo, foram plantadas desde o antigo Japão para proteção a templos e casas, como quebra-vento e contra incêndios. Por isso é bem comum encontrar uma dessas árvores em templos ou santuários.
Santuários e templos que escaparam de incêndios graças à árvore, reverenciam-na como sagrada. Existem árvores como cânfora ou ginkgo, consideradas sagradas em templos ou santuários e, na maioria das vezes, com histórico de centenas de anos, devido à proteção que oferece e pela sua resistência.
Foi a explicação que encontrei por fiéis venerarem árvores em santuários no Japão, em sua inabalável crença na natureza, equilibrada com a tecnologia.
Frutinhos do ginkgo, ginnan
Dentro do ginnan - frutinhos produzidos pela árvore de ginkgo e parecem nozes - tem um grão verde. Depois de quebrar, aparece uma película fétida considerada venenosa. cujo contato direto com a pele pode provocar erupções cutâneas, além do mau cheiro. Envolvida pela película está a semente.
Os frutinhos não produzem mau cheiro. O odor fétido acontece somente depois de abertos e, como na maioria das vezes, pisados.
Existe até uma certa brincadeira, dizendo que a culpa é do pé do homem que pisa e por isso exalar mau cheiro, comparando ao odor da podobromidose, popular chulé.
Considerada resistente a insetos, a madeira, de cor clara, é utilizada na fabricação de móveis e utensílios de cozinha.
Suas propriedades medicinais tem sido de grande eficácia em diversos tratamentos de saúde.
A semente é comestível e faz parte da culinária japonesa, considerado de grande poder nutritivo, no entanto, o uso exagerado não é recomendável.
Lamen verde, produzido a partir da semente
A partir das folhas são produzidos bebidas e extratos com fins medicinais.
Se os japoneses alimentam-se de brotos diversos como os de feijão, de bambu, algas e outras variedades, as sementes que se encontram no interior dos frutinhos também são comestíveis, porém, é preciso tomar muito cuidado, pois o uso em grande quantidade não é recomendado.
Acima de tudo, a beleza das folhas amarelas ao chão, encanta a todos.
Na próxima postagem, um lugar para se encantar com essas folhas, em Aichi.

Acompanhe as novidades sobre o Japão, curtindo a >>> fanpage.
Veja alguns eventos, inscrevendo-se no Canal >>> YouTube.

Continue lendo → http://vidasemvoltas.blogspot.com

IKEA – COMPRANDO MÓVEIS NO JAPÃO



Olá pessoal,

Fui visitar a famosa loja de móveis estilo “faça você mesmo” chamada Ikea. Claro, como japoneses adoram uma novidade, principalmente quando ela é importada, logo tornou-se a queridinha do ramo. Há algum tempo inaugurou uma unidade próxima de onde moro, mas como ouvia boatos de que o lugar é sempre muito cheio, nunca fui conferir. Também, não sou uma pessoa apaixonada por decoração (risos), mas estou à procura de uma escrivaninha para meu escritório, então resolvi dar uma espiadinha por lá.




O Ikea foi fundado em Älmhult, Suécia no ano de 1943 por Ingvar Kamprad quando tinha apenas 15 anos. Seu principal objetivo é oferecer aos seus clientes uma variedade de móveis à um baixo custo. Muitos produtos levam a marca própria da empresa, o que os torna ainda mais baratos. Existem 238 lojas em 34 países, a maioria se concentra na Europa e as demais nos EUA, Canadá, Ásia e Austrália. Em 2005 mais de 20 lojas foram inauguradas. O catálogo próprio, contendo cerca de doze mil produtos, tem uma tiragem de cerca de 175 milhões de cópias anuais e é disponibilizado gratuitamente aos clientes nas lojas ou pelo correio para o mundo todo.

Mas por que é tão barato? Primeiro, como é uma loja do segmento “faça você mesmo”, o próprio comprador monta seu móvel em casa, sem a necessidade de você ficar esperando ansiosamente um montador (as Casas Bahia ainda faz isso?) para ver sua linda compra ali, prontinha para usar. Outra característica é que o cliente escolhe seu produto no showroom montado na loja, anota o código em uma planilha (a planilha impressa, lápis e catálogo do showroom estão disponíveis aos clientes logo na entrada da loja), e depois, ele mesmo, retira o produto na prateleira, sem a necessidade de funcionários. 




Devo confessar que realmente têm coisas muito baratas comparadas aos valores aplicados em outros lugares do Japão. É muito fácil você sair de lá com a sacola cheia, principalmente com itens de decoração! Agora, resta saber sobre a qualidade e durabilidade, pois achei alguns itens bem fraquinhos. Claro que você não pode exigir uma super qualidade em um item barato, mas sei bem como é, nós compramos com os olhos, principalmente as mulheres, que ao ver aquele “precinho”, vai logo colocando na sacola sem ao menos avaliar bem o produto. 

Achei interessante a área com produtos em “ponta de estoque” onde os preços são ainda mais baratos e os coin lockersdisponibilizados aos clientes gratuitamente. Ah ... e se você não for de carro e pretende pegar apenas itens pequenos, leve uma sacola.  




A loja ainda possui restaurante, área para lanches onde vendem cachorro quente (bem, aqui não é algo muito comum) e outras guloseimas à um preço bemmmm barato e ainda tem uma loja só com produtos da Suécia! Pára tudo que eu enlouqueci no chocolate, é claro! 


Produtos da Suécia!


Enfim, finalizando, gostei da loja, principalmente da comida (risos) porém, acho que faltou mais variedade de itens de decoração. Portanto, se você estiver procurando algo mais chique, exclusivo e diferenciado, recomendo outras lojas como a Tokyo Hands ou o Loft. E se eu achei minha escrivaninha lá ... não =/

E você, já teve a oportunidade de visitar um Ikea? Deixe a sua opinião nos comentários!


Beijos
Thais Fioruci



Referências:





Continue lendo → http://www.perdidanojapao.com