Página 4

Cozinha Super Bom – cardápio de novembro de 2014


Continue lendo → http://blog.suri-emu.co.jp

CAIXA DE ENTRADA #03







Continue lendo → http://crazyjapantv.blogspot.com

NOVOS SABORES DE FANTA!

Junte o quase fetiche dos japoneses por produtos com produção limitada com a paixão por algo diferente, alguma novidade, incluindo os sabores esdrúxulos de seus produtos que vira e mexe lançam sabores dos mais variados possíveis! Que o diga o chocolate Kit Kat que possui versões próprias de diversas províncias do Japão com uma até de batata-doce e a Fanta que já chegou a lançar Fanta Pepino! Portanto, este post não tem muito o que dizer. É apenas uma rápida passagem para anunciar aos leitores os sabores de Fanta mais recentes! 



Fiquem agora com o comercial da Fanta veiculado na TV japonesa para o Halloween!




Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com

BICICLETA NO JAPÃO É COISA SÉRIA!

Dia desses, para ser mais preciso, no Dia Sem Carro, falou-se muito em ciclovia, em ir ao trabalho de bicicleta etc. A iniciativa é boa. Mas acho que é preciso ver que a consciência, ou melhor, a cultura de andar de bicicleta no Brasil é bem diferente, se comparado ao Japão ou até mesmo China, onde nesses lugares, a bicicleta é muito mais que um instrumento de exercício ou lazer. É um meio de transporte.


Claro, que é preciso começar de alguma forma, seja com ciclovias - mesmo que haja carros estacionados nelas ou gente caminhando - mas já é alguma coisa. No Japão por exemplo, andar de bicicleta já deixou de ser apenas uma forma de  se divertir ou praticar exercícios apenas como um estilo de vida saudável. Claro que mesmo para algumas pessoas no Japão também são uma forma de diversão e lazer. Mas para a maioria das pessoas é mesmo um meio de transporte como outro qualquer e como tal tem suas regras de uso. Sei que já comentei sobre isso aqui no blog muitas e muitas vezes mas algumas chamam sempre atenção e despertam muita a atenção das pessoas quando eu conto por exemplo que no Japão fazem até blitz de bicicleta na calçada ou que é proibido carregar alguém na garupa, que não seja criança pequena e que não esteja em bicicleta apropriada para tal.


Vale lembrar que as regras são bem rígidas e acredito eu que devam variar até um pouco de província para província, mas o principal acho que todos sabem. Pegamos um panfleta da Prefeitura de Kanagawa para tomar como exemplo e vermos algumas das regras que são impostas para quem anda de bicicleta!



No número 1, por exemplo, avisa que bicicletas devem andar na rua, e não na calçada. Há, claro, diversas exceções à regra, como esta do cartaz que diz que bicicleta pode andar na calçada desde que tenha a placa indicativa de que é permitido a pedestres e bicicletas transitarem por aquela calçada. Já o número 2 ensina que bicicletas devem andar do lado esquerdo. Mais maneiro são os itens de segurança demostrados no número 4 que diz que é proibido andar sob efeito de álcool, andar de pé na garupa e andar paralelamente. No mesmo item, eles lembram que à noite, além da luz dianteira que deve estar acesa, é preciso parar nos cruzamentos para verificar se vem carro ou não. 
Por último, ainda no mesmo panfleto, podemos ver que na prefeitura de Kanagawa é proibido falar ao celular enquanto estiver andando de bicicleta E INCLUSIVE É PROIBIDO andar de bicicleta com fone de ouvido! Detalhe para a multa: até 50 mil ienes, o que equivale a cerca de R$1000,00. Fiquem agora com algumas sinalizações especiais para usuários de bicicletas!



"PREFERENCIAL DO PEDESTRE"



"PERMITIDO TRÂNSITO DE BICICLETAS"



"FAVOR DESCER DA BICICLETA E EMPURRÁ-LA"


Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com

TSUNAMI SE APRENDE NA ESCOLA

Mais do que o relatório que o Ministério da Educação do Japão fez para identificar quais escolas públicas do país estão vulneráveis à invasão de tsunami, achei a pintura na parede de uma das escolas algo muito, mas Muito Japão! Além do desenho bem gracioso, as descrições em ideiogramas indicam "escada para refugiar-se de tsunami".  Diga-se de passagem o governo identificou 2.860 escolas com possíveis riscos de invasão das águas. A matéria afirma que, além de ser o primeiro estudo do gênero feito no país abrangendo todas as escolas japonesas, o relatório inclui não somente as escolas propícias à invasão das águas por completo como também a possibilidade de as águas invadirem parte da escola. O resultado mostra as escolas que já se adaptaram, as escolas que estão estudando fazer adpatações e que adapatações são estas. Fico imaginando levar meu filho na escola e ver uma porta escrito na parede em letras garrafais a frase: "Saída de Emergência em Caso de Assalto". Cada país com seus problemas...

Continue lendo → http://muitojapao2.blogspot.com