Página 3

Gramado, Rio Grande do Sul – 8 Dias: Segunda Parte

5º Dia – Tour Uva e Vinho:

Neste dia visitamos as cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa e Garibaldi. Começamos por Bento Gonçalves, onde é possível fazer o passeio de Maria Fumaça, que é muito bacana pela atmosfera, degustação de vinhos e músicas tradicionais. Infelizmente o trem não passa por paisagens bonitas, o passeio é imperdível.

Estação de Trêm Bento Gonçalves
O trajeto é feito pelas três cidades, uma ao lado da outra. Dentro do trem acontece um teatrinho e muita música até parar em cada estação.  Desce quem quer, mas cada parada você se serve de vinho, espumante, queijo e mais música!

Na sequência, visitamos a Vinícola Aurora, que também não tem nada de mais (ainda prefiro minha visita a Concha y Toro, veja aqui), vale a pena pela lojinha, os preços são legais. Em Carlos Barbosa, visitamos a Tramontina, lá pode-se encontrar toda a linha de produtos com preço abaixo do mercado, é compra direito da fábrica. Se você precisa comprar esses itens e vai viajar para lá, vale a pena. Na frente da Tramontina, tem a Fettina de Formagio, com diversos tipos de queijos, sucos e gelérias. Vale a pena a variedade de queijos que tem lá, os preços são acessíveis e possuí degustação.

Vinícola Aurora Fettina Fromagio Passeio Maria Fumaça Passeio Maria Fumaça

6º Dia – Raízes Coloniais:

O tour Raízes coloniais é o momento história da viagem. Enfrentamos o frio até o interior da cidade de Gramado (ou Canela, não sei exatamente a localização, mas parece ser a zona rural da cidade) para conhecer imigrantes italianos. A primeira parada foi a Casa Centenária: Reza a lenda que quem abraça uma árvore de carvalho, tem sorte para toda a vida. Eu me garanti…

Casa da Família Foss Casa Centenária Casa Centenária Carvalho da sorte - Casa centenária Família Foss cantando um parabéns gaúcho para os aniversiantes do mês

A segunda parada foi o Moinho Colonial, Fábrica de Erva-Mate, Museu Fioreze e Família Foss, que recebe os visitantes com muita música, pães quentinhos, geléias artesanais e bastante pinhão. Sabemos que eles recebem para isso, mas nada deixa transparecer que é algo montado. Na Fábrica de Erva-Mate tem degustação de chimarrão e lojinha. Se você pensa em fazer esse tour, vá bem agasalhado, pois a área é muito fria!

Não sei informar como chegar até esses lugares por conta própria, ficam afastados da cidade e não vi placa pela estrada.

7º Dia – Nova Petrópolis

O passeio para Nova Petrópolis é rápido, não tem nada de mais, leva meio dia, mas é gostoso. Visitamos o parque Aldeia do Imigrante, que é pequeno, mas rico em história para conhecer. O parque é cheio de verde e bem tranquilo. Tem algumas lojinhas na saída e é possível comprar boina e cachecol por um preço bom. Jaquetas e casacos não valia nada a pena, muito caro.

Depois, andamos um pouco pelo centrinho , onde havia comemorações típicas alemãs e comidinhas, enquanto outros se divertiam no Labirinto Verde.

Nova Petrópolis Parque - Nova Petrópolis Nova Petrópolis Parque - Nova Petrópolis Nova Petrópolis
Nesse dia, o almoço foi no Hotel Serrano, onde no post anterior, disse que a última refeição foi a melhor. A tarde foi livre, aproveitamos um pouco mais Gramado e descansamos para no dia seguinte voltar a Porto Alegre e tomar o nosso vôo rumo à São Paulo.

Leia também: Gramado, Rio Grande do Sul – 8 Dias: Primeira Parte



Continue lendo → http://https://santiaguiando.wordpress.com/2014/08/05/gramado-rio-grande-do-sul-8-dias-segunda-parte/

Gramado, Rio Grande do Sul – 8 Dias: Primeira Parte

Essa semana faz dois anos que passei 8 dias no Rio Grande do Sul (sei que estou atrasada, mas acredito que seja válido para possíveis comparações). Viajei com a minha família em um modo não muito convencional para mim, fizemos um pacote pela CVC, o que particularmente não me agrada, pois ficamos limitados aos horários e programações da companhia. Se tem uma coisa que eu gosto na vida, é de viajar e me empolgar fazendo meus roteiros. Dessa vez não foi possível pela comodidade que minha família buscava.

Abaixo segue basicamente o roteiro da companhia e minhas impressões. Esses post será dividido em duas partes: os quatro primeiros dias e depois os quatro últimos.

Se você vai por conta própria, pode montar o seu próprio roteiro baseado nos passeios que as companhias turísticas fazem ou se você comprou um desses pacotes, as informações também são válidas.

1º Dia:
Na manhã do primeiro dia embarquei em Congonhas com destino Aeroporto Salgado Filho. Na chegada a Porto Alegre ocorreu um impecílio com a minha mala, que teve todo o seu bolso da frente rasgado. Não sei se foi proposital ou se enroscou em algum lugar. Felizmente não perdi nenhum pertence, apenas a mala que já era velhinha. Deixei para lá e seguimos para o saguão de desembarque, uma equipe da CVC nos esperava no saguão com outros passageiros que seguiriam viagem conosco.

O trajeto levou cerca de 2hs de viagem até Gramado. A estrada é tranquila, o motorista prudente (quem me conhece, sabe que tenho um medinho de andar de “busão” turístico) e o ônibus era novinho (pelo o que nos contaram, era a sua primeira viagem).
Portal de Gramado - RSAtravessamos o portal da cidade e demos início ao desembarque por ordem de hotéis.

Me hospedei no Hotel Laghetto Siena, bem confortável, próximo ao centro de Gramado (uma caminhada, não tão próximo assim, mas nada que seja absurdo, da pra encarar, somente a noite tenha cautela, pois é um pouco deserto).

O jantar desse dia estava incluso no pacote e seria no Hotel Serrano Resort & Convenções, onde fomos com bastante expectativa, mas infelizmente não foi bom. Havia pouca variedade e a comida parecia velha, nada saboroso. Outras refeições como jantar ou almoço foram feitas nesse mesmo hotel, mas nem irie citá-las. Apenas no último dia em que comemos por lá e que estava melhor, talvez porque fosse dia de convenção.

2º Dia:
O café da manhã do hotel era excelente, com muita variedade de pães e bolos frescos, iogurtes, sucos, frios e outros. O único impecílio eram as minhas noites de sono, pois a janela do meu quarto era de frente para a avenida, que é bastante movimentada, então o barulho incomodava muito.

O ônibus para os passeios nos buscava cedo, era bem complicado largar a preguiça e o frio para encarar o dia. Isso pode irritar algumas pessoas. Aliás, o ilustríssimo guia que nos acompanhava, adorava cantar.

Parque do Caracol (Canela)
O Parque é simplesmente maravilhoso! É bem familiar e agrada a todos os gostos. Você fica literalmente em contato com a natureza, qualquer idade pode fazer as trilhas que desembocam para nascente, passar bem pertinho das cachoeiras que se formam e para os mais preparados fisicamente, podem descer as dezenas de degraus da escadaria da cachoeira principal. Hoje, se eu fosse voltar lá, com certeza desceria! Na época, por conta da companhia turística, essa descida não foi possível pelo tempo que se leva (se descesse, não conheceria o restante do parque) e além do mais, eles colocam medo nas pessoas, dizem que podem passar mal e que o ônibus partirá sem elas. Por esse motivo, aconteceu um climão entre alguns passageiros e o guia. Essas pessoas desceram a escadaria e voltaram um pouco atrasadas, todos já estavam no ônibus preparados para o próximo passeio, enfim… Foi um climão, mas eu queria mesmo é estar junto com eles e ter decido.

Infelizmente o ponto negativo foi o tempo, que deveria ser maior, podendo abranger todas as atrações do parte.

487719_466430756702605_1632081156_n

Castelinho Caracol (Canela)
Lá tem um museu bem bestinha, não achei válido pagar, comprei um apfelstrudel, que acompanha creme de leite e comemos em cima de um toco de árvore, um delicioso momento sob o sol da manhã. O lugar é lindo, vale a visita.

481923_466431633369184_681942092_n

Minimundo
Eu me apaixonei pelo Minimundo, foi um dos melhores passeios da viagem. É literalmente um minimundo de Lego, miniaturas e réplicas. Vale para todas as idades, tem até um Mini aeroporto (risos).

376805_466433413369006_1799341301_n

Endereço: Rua Horácio Cardoso, 291 – Gramado/RS.
Horário: 9h15min às 17hs.
Entrada: R$ 20,00

Lago Negro
O Lago Negro fica bem próximo do Minimundo, é gostoso para perder um tempo em um final de tarde ou pela manhã. A entrada é gratuita e por lá tem feirinha de tudo o que você pode imaginar. Vale passar para conhecer caso esteja na região. O bairro é bem bonito, com casas de inverno sofisticadas e roseiras

3º Dia:
O terceiro dia não teve nada de especial, mais ficamos esperando do que passeando. O ônibus nos levou logo cedo a Fragran Perfumes para conhecer um pouco mais sobre a criação de essências. Lá tinha uma vitrine de diversos perfumes conhecidos de todo o mundo e uma loja própria. Os preços eram muito bons, acredito que se você vai até o Museu de Cera, Mundo a vapor ou Harley Motoshow, vale a pena dar uma passadinha para conhecer, mas nada que esteja perdendo algo.

Seguindo a sequência que citei acima, fomos ao Museu de Cera Dreamland e Harley Motoshow. Ambos não tive vontade de visitar, não me interessaram e eram pagos, também não dava para pagar tudo que aparecia pela frente, então esperamos as pessoas que foram e apenas visitamos o Mundo a Vapor, que também é um passeio para todas as idades e bastante educativo.

Endereço: Rodovia Canela – Gramado
Entrada: R$ 19,00 (estudantes pagam meia entrada)

Neste dia, se não me engano, a noite e o fim da tarde foram livres, aproveitamos para conhecer o centro, comprar alguns casacos e uma nova mala. Na época, várias lojas estavam em promoção e consegui comprar uma mala P de ótima qualidade por uma pechincha.
Já os casacos, comprei em uma dessas galerias/shoppings que ficam na região, infelizmente como me atrasei no post, não tenho os dados corretos, mas vale a pena canelar e conhecer toda a região. A dica é que eles vem de São Paulo, coloco uma fé que seja do Brás. Também achei os preços bons, tem casacos maravilhosos. Eu comprei dois pouco mais de R$ 300,00 e até hoje estão novinhos.

Tinha interesse em comprar jaquetas, mas para isso não achei os preços nada convidativos. Encontrei algumas botas por preços comuns, mas nada que me fizesse cair de amor e comprá-las (com excessão do Outlet da Dakota que virá na sequência).

A noite fomos à uma sequência de fondues no Chateau de La Fondue, eles possuem serviço de transfer sem custo adicional, do hotel até o restaurante e vice versa. Fomos muito bem atendidos, o lugar tem clima romântico, bem localizado e agradável.

4º Dia:
Tour de “compras”, conhecer fábrica de chocolate Prawer e Chocolates Caracol. Ambas são bem temáticas e tem ótimos chocolates. Da pra curtir e voltar várias vezes sem pressa. O preço é acessível, nada de escandaloso. Já o tour de compras são poucas coisas que compensam e os guias ganham comissão em todos os lugares. Sempre no caixa te perguntam qual o nome do guia, chega a ser chato. Além da pagarmos uma viagem cara, ganham em cima de nossas costas com uma bala que for. O que eu indico é deixar para conhecer o Outlet da Dakota, lá comprei duas botas lindas, cada uma custando R$ 100,00. A loja é grande, da pra explorar tudo o que tem de bom lá.

Geralmente esse tour de compras é meio furado, te levam em lojas de gosto duvidoso e caras (para claro, como sempre, ganhar a comissão). Por isso acho importante andar bastante, olhar as vitrines do centro e se você for a algum desses passeios “turísticos”, fique atento!



Continue lendo → http://https://santiaguiando.wordpress.com/2014/07/29/gramado-rio-grande-do-sul-8-dias-primeira-parte/

Vistos no Chile

Informações gerais

O órgão responsável pela imigração no Chile ê o Departamento de Extranjería y Imigración. Vamos resumir as principais informações para brasileiros aqui no post mas lembre-se que as informações oficiais e mais atualizadas estão disponíveis no site www.extranjeria.gob.cl. Esse foi o site utilizado como fonte para esse texto.

Turismo

Assim como acontece com outros países da América do Sul, brasileiros que pretendem passar até 90 dias a turismo no país não necessitam de visto nem de passaporte, apenas RG. Assim que se apresentar na imigração do aeroporto, bastará dizer que veio a turismo e, caso solicitem, informar quanto tempo ficará e onde se hospedará (não é obrigatório mas recomendo que leve um comprovante da reserva do hotel/hostel/e-mail de alguém confirmando que te receberá e reserva da passagem aérea). Feito isso o oficial entregará um documento indicando sua data de entrada. Esse papel deverá ser guardado durante a viagem e entregue no retorno ao Brasil. Simples assim! Também não se preocupe com o idioma pois os oficiais já estão acostumado com os milhares de brasileiros que passam por ali todos os meses e tem ótima compreensão do portuñol!

Residência temporária

Existem 3 tipos mais comuns:

Visto sujeito a contrato

É o visto dado a pessoa que vem para o Chile já contratada por uma empresa e permite que essa pessoa trabalhe de forma exclusiva para essa organização. Com esse contrato, caso a pessoa se demita ou a empresa dispense o trabalhador, o visto termina imediatamente, sendo necessário dar entrada em outro visto ou sair do país. Tem duração de até dois anos e depois disso o trabalhador tem o direito de pedir a residencia permanente (uma vez que se obtém a residencia permanente o trabalhador não necessita abandonar o país caso se cancele o vínculo de trabalho da).

Visto temporário

Permite morar e realizar qualquer atividade legal no país. Tem duração de até um ano, prorrogável por mais um. Caso pretenda ficar mais tempo a pessoa pode solicitar a Permanência Definitiva já depois do primeiro ano.

Visto de estudante

Permite estudar em estabelecimentos de ensino reconhecidos pelo governo chileno. Dura até 1 ano (ou até a duração da bolsa para quem vem por uma) e é prorrogável até o final dos estudos. Também permite que a pessoa aplique para uma Permanencia definitiva depois de terminar os estudos.

Permanência Definitiva

Com a Permanência Definitiva a pessoa não necessita mais renovar seu visto no país e pode realizar qualquer atividade legal.
Repare que cada tipo de visto que vimos acima exige um prazo diferente para aplicar para a Permanência Definitiva. Essa deve ser solicitada dentro dos 90 dias antes do vencimento do visto de residencia temporária.
Importante lembrar também que caso a pessoa que tem Permanência Definitiva fique por mais de um ano fora do país ininterruptamente, perderá esse visto. Para que isso não ocorra, é necessário pedir (dentro de 60 dias antes de alcançar esse prazo) uma prorrogação de um ano na vigência de sua Permanência Definitiva (esse processo pode ser feito no máximo 4 vezes sucessivas).

Resumo

Você, brasileiro, é muito bem-vindo ao Chile! Existem diversos acordos que facilitam a nossa entrada no país, seja para negócios, turismo, estudos ou vir para ficar. Os processos em geral são bastante claros. Consulte o site oficial, leve todos os documentos solicitados e se livre da burocracia o quanto antes para aproveitar o país sem dor de cabeça!


Continue lendo → http://chile.intercambio.com.vc

Transporte em Santiago

Do Aeroporto para a cidade

O aeroporto de Santiago fica a uns 20~25km do centro da cidade. Por isso, uma pergunta bastante comum depois do pouso é: “Cheguei em Santiago, e agora?” Fique tranquilo, tenho uma dica rápida: ao sair do saguão de desembarque, use a porta da esquerda! Se você tomar a da direita, tudo bem, vai acabar no mesmo lugar: mas com 5 mil pessoas disputando sua atenção para que tome um taxi com elas!

Por falar em taxi, no aeroporto o preço funciona sobre uma tabela de comunas e bairros. A verdade é que existem MUITOS taxistas picaretas por aqui. Então jamais feche o preço com o primeiro que aparecer. Em geral, os valores para as comunas mais turísticas (Centro, Providencia, etc) ficam em torno de 16~20 mil pesos. O caminho dura em média 30 minutos.

Existe também o serviço de van, que leva outros passageiros na mesma viagem (serviço disponível para ida e volta do aeroporto). A que sempre utilizo é a Transvip, que custa $6.800 por pessoa. O tempo vai demorar de quantas pessoas vão ser deixadas antes que você. Para voltar ao aeroporto, o serviço também pode ser agendado pela internet caso você tenha documento do Chile, ou então é só dar uma ligada e praticar o portunhol!

Outra forma de ir do aeroporto é ônibus. Muito mais demorada, mas muito mais barata. Para quem não está com pressa é uma boa opção para economizar.
O ônibus passa por várias estações de metro, dependendo da companhia que você escolher. Vale a pena dar uma conferida nessa página com o trajeto dos ônibus do site oficial do aeroporto: AeropuertosSantiago.cl.
O ticket só de ida do ônibus sai por $1.350 e o de ida e volta $2.600.

Em Santiago

Ônibus e Metro

A frota de ônibus de Santiago não apresenta muitas surpresas nem para o lado negativo nem para o positivo. Algumas linhas ficam bastante cheias dependendo do horário e seu trajeto, mas em geral andar de ônibus é bastante tranquilo. O serviço segue pela madrugada também mas com uma frequência bastante baixa de veículos, podendo aumentar significativamente o tempo para que você chegue em casa.

O pagamento da tarifa é feito através da Tarjeta BIP!, que é um cartão que deve ser comprado, carregado antes da viagem e permite a integração com o metro. Seu custo é de $1.350 e pode ser adquirida nas estações de metro (diretamente nos caixas ou máquinas de auto-serviço).

A tarifa do ônibus custa 600 pesos e, caso você tenha Tarjeta BIP!, poderá utilizar até 3 ônibus pagando a tarifa apenas uma vez ou até dois ônibus e o metro (pagando somente a diferença).

Já o metro tem horário de funcionamento das 23h e as 23h30 e abre entre as 5h30 e 6h, dependendo da estação.
Confira aqui no site oficial o horário de cada estação
O preço do metro em Santiago segue as regras dessa tabela:

Passagem de metro
Horário Preço
Horário de pico (7-9AM e 6-8PM) $680
Normal(6:30-7AM 9AM-6PM e 8-8:45PM) $620
Baixo (6-6:30AM e 8:45-11PM) $570

Busque sempre o melhor caminho pelo Google Maps, que tem integração com os transportes públicos da cidade.

Táxi

O táxi em geral vale bastante a pena quando se está em um grupo de até 4 pessoas (mais que isso é preciso conversar com o taxista, já que ele pode ser multado).
A bandeirada é barata (250 pesos) e a corrida sai entre $90 e $120 pesos a cada 200 metros (aproximadamente duas quadras largas) ou um minuto de espera.

A quantidade de taxímetros adulterados é impressionante e a picaretagem não para por ai. Também é bastante comum relatos de turistas que, por não estar muito familiarizado com a moeda, acaba pagando mais do que deve, ganha troco errado, nota falsa, enfim, a recomendação com taxistas é ficar sempre alerta! Dica para evitar problemas: peça sempre para o taxista acender a luz, conte os pesos na sua frente e diga quanto está passando para ele em voz alta. Ele saberá que você prestou atenção no valor e não vai tentar te confundir dizendo que você deu menos do que deveria ou algo do tipo.

Para diminuir a chance de acontecer algo do tipo, recomendo a utilização de aplicativos como o EasyTaxi ou o SaferTaxi, disponíveis para Android e IOS.
Também é possível calcular quanto sairá mais ou menos a corrida através do www.taximetro.cl. Outro aplicativo interessante é o “Taximetro” que aponta em tempo real quanto deve estar custando a corrida de acordo com a distância percorrida.

Bicicleta

Sou bastante suspeito para falar disso, pois troco qualquer meio de transporte por uma bicicleta quando o clima e a segurança me permitem.
Santiago é razoavelmente plana em sua maior parte mas apresenta uma certa inclinação que não impede ninguém de dar uma pedalada de vez em quando. Em geral as ruas não são muito boas para a bicicleta pois oferecem pouco espaço na faixa da direita e a velocidade dos carros nas avenidas principais é alta.

Existe o serviço de bicicleta pública, o Bikesantiago. Ainda não tem uma cobertura muito ampla na cidade, contando com estações nas comunas Vitacura e Lo Barnechea Funciona da seguinte forma: você se cadastra no site, recebe em sua casa o cartão B-card e com ele poderá pegar uma bicicleta nas estações. O serviço não é gratuito e o preço varia de acordo com o tempo do plano contratado. Ainda assim, existe uma limitação de tempo de utilização da bicicleta em cada viagem, sendo que até 30 minutos de utilização não existe nenhuma cobrança adicional. Como é um serviço relativamente novo, não vou postar mais informações pois elas poderão ficar desatualizadas rapidamente, então recomendo que acessem o site para saber os preços e as estações de bicicleta disponíveis.

E você, vai como?


Continue lendo → http://chile.intercambio.com.vc

Qual o custo de vida em Santiago?

Nesse texto deixaremos de fora o principal matador de salários que é o gasto com acomodação, já que além de variar bastante o custo de uma casa para outra, fizemos um post especial para esse assunto que você pode conferir clicando aqui.Vamos abordar os gastos com contas básicas, mercado e transporte. Esse post serve apenas como uma referencia para que você entenda um pouco mais a dinâmica dos custos básicos aqui em Santiago, já que os preços estão sempre mudando.

Agora chega de explicações e vamos ao que mais importa!

Contas de casa

Vale a pena lembrar que em alguns prédios existem contas que são divididas entre os residentes e não cobradas individualmente. No meu caso a água quente é cobrada pelo condomínio de acordo com o consumo de cada um e a que não passa pelo aquecedor central é cobrada a cada apartamento, mas isso não é regra por aqui!

Outra observação importante é que já faz um bom tempo que me livrei das contas de televisão e telefone, mas como sei que para muita gente é importante, vou colocar o valor de planos que acredito serem os mais buscados.

Celular – um plano mensal da Claro com 1gb de internet e 200 minutos sai por $22.990
Pack telefone fixo, TV e internet – na VTR (uma das operadoras aqui do Chile), o plano básico sai por $29.000 (tv de 30 canais, internet de 2mb e telefone fixo com 250 min para fixos)
Telefone – VTR $18.000 (chamadas locais ilimitadas)
TV – VTR $18.000 (86 canais)
Internet – VTR $26.000 (20 mb com roteador que inclui wifi)
Sendo assim, um pack básico + um plano de celular sairia em $52.000. Para meu estilo de vida, com exceção de internet, essas contas são bastante “evitáveis” e não tão baratas aqui no Chile, por isso recomendo que pense duas vezes antes de contratar qualquer plano.

Para as contas de eletricidade, água e gás é importante considerar que divido o apartamento com mais uma pessoa, então o consumo individual é mais ou menos metade do indicado.
Eletricidade – Essa conta geralmente fica em $14.000 no inverno e $11.000 no verão.
Gás – No meu caso, a conta é enviada a cada 2 meses pela Metrogas e pago entre $1.000 e $2.000, sendo que cozinho em média uma vez a cada dois dias.
Água – O consumo mensal aqui fica entre $5.000 e $7.000, sendo que a água quente no meu caso é cobrada a parte e custa em média outros $10.000 a $12.000.
Total médio de $30.000 dividido entre duas pessoas que fazem esse consumo = $15.000 para cada

Mercado

Em geral, é possível dizer que com bastante consciência de que se deve comprar é possível manter os gastos com mercado dentro dos $100.000 e, é claro, essa conta pode diminuir caso vá dividir o mercado com outra pessoa. Mas como esse é um item que varia MUITO de uma pessoa para a outra, acho mais válido deixar aqui uma lista de preços para que você possa ter uma referencia de quanto cada item sai mais ou menos caro que o que você está habituado a pagar.

Essa lista foi atualizada no mes de janeiro de 2014, no TOTTUS de Las Condes, que é um mercado um pouco mais caro que os demais:

Alimentos
Produto Preço
Pão Francês $1.000/kg
Pão de forma $1.000/pcte 600gr
Queijo $6.000/kg
Presunto $6.000/kg
Arroz $600 a $900/kg
Feijão $1.300/kg
Ovo $1.400/dúzia
Macarrao $400 a 600/kg
Molho de tomate $280-350/200gr
Carne (filé mignon) $13.000/kg
Carne (lomo liso*) $9.300/kg
Carne (posta negra**) $5.300/kg
Peito de frango $3.400/kg
Batata $800/kg
Cebola $800/kg
Alface $600/un
Tomate $800/kg
Banana $500/kg
Melão $790/un
Melancia $2.600/un
Manga $1.000/kg
Maçã $1.600/kg
Limão $1.500/kg

Bebidas
Produto Preço
Coca-cola $1.300/2L
Agua mineral $700/2L ou 1200/5L
Leite $700/litro
Cerveja (Escudo/ Cristal/ Brahma Extra)* $3.750/pack 12 latas
Cerveja (Corona/ Heineken) $3.800/pack 6 latas
Vodka (Smirnoff) $7.000/750ml
Vinho (Casillero del Diablo) $3.600/750ml
Suco (del valle) $800 a 1.100/1.5L
*Escudo e Cristal podem ser consideradas as equivalentes da Brahma e Skol em nível de preço

Outros itens
Produto Preço
Fraldas (Pampers) $15.000/90 un
Papel higiênico $3.000/30metros
Desodorante (Axe) $2.000/175ml

Veja na próxima página os custos relacionados a transporte e entretenimento!


Continue lendo → http://chile.intercambio.com.vc