De 30C para -30C!

No último post falei que já estamos no Canadá e que logo de cara pegamos o maior frio!

Não é nada fácil sair de 30ºC para -30ºC de um dia para o outro! Eu logo fiquei doente! Mas acho que foi uma combinação do cansaço da viagem e da mudança climática drástica!

Vou fala um pouco sobre adaptação ao clima.

Uma coisa é verdade: se você nunca pegou temperatura abaixo de -10ºC, inevitavelmente você vai sentir o choque! Minha experiência foi bem assim. Meu corpo estava totalmente adaptado as temperaturas “amenas” de Fortaleza, por volta de 30ºC-35ºC, sempre com muito sol! Quando cheguei aqui senti na hora! A gente nunca está preparado para essa sensação, não importa o quanto nos alertem e etc!

É frio?! Sim. É muito frio! Mas nada de insuportável! Claro que se você não se agasalhar, andar todo despreparado, vai congelar com certeza! Mas, com as roupas certas, a gente fica super bem aquecido e leva a vida normal! Aqui as pessoas andam nas ruas, fazem exercício ao ar livre e levam sua rotina numa boa em temperaturas abaixo dos -20ºC e nem por isso ficam sempre doentes ou congeladas! Como eu disse, tudo depende de como você se preparava para o inverno!

O Governo fornece vacina gratuita contra gripe, então todo mundo vai na farmácia tomar a bendita vacina! Em breve irei tomar a minha também! Eu não sabia disso, mas nosso amigo Felipe do blog “Um casal em uma nova pátria” (http://penaestradacanada.wordpress.com/) deu essa dica salva-vidas! rsrsrsrs

Mas o mais importante mesmo é o agasalho! O casaco tem que ser próprio para temperaturas abaixo de -15ºC! Nós até temos casacos para frio, mas quando a temperatura caiu mesmo tivemos que comprar casacos próprios para essas temperaturas mais polares, por assim dizer! Não dá pra falar muito sobre isso porque me considero novata no assunto, mas a Gaby do blog Gaby no Canadá dá várias dicas fantásticas para se preparar para o frio canadense, dá uma conferida lá: http://gabynocanada.com/2014/11/18/as-camadas-de-um-dia-com-sensacao-termica-de-17c/

A única parte do corpo que sofre mesmo com o frio é o rosto, porque não dá pra cobrir… Bem, até dá, mas aí você fica parecendo um assaltante de banco! rsrsrsrs Quando o vento está muito forte o jeito é usar um cachecol bacana e o capuz do casaco para se proteger bem!

Quando eu estiver mais experiente no quesito “como não passar frio” dou mais dicas e conto minhas experiências! ;)



Continue lendo → http://likeeverythinginlife.wordpress.com

Outono em Winnipeg!!!

Bom dia,

Passando para falar do outono, que ja acabou a muito tempo rsrs, Ainda e outono por essas bandas, porem com temperaturas de inverno, ontem sensacao estava de -38C.

Falando do outono, muito lindo, uma das minhas estacoes favoritas outono/inverno. As folhas mudando de cor, as folhas caindo, deixando a cidade com um clima diferente, eu gostei muito do outono. Porem passou megaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa rapido, as folhas comecaram a ficar amarelas em setembro, e em outubro ja nao tinha quase mais folhas, muito rapido. O outono deixa a cidade com um charme especial, deixando voce querer se vestir melhor, e aproveitar. Eu teriei algumas fotinhas no meio de outrono, que ja estava quase sem folhas. segue fotos,  e nao deixe de dar um like na nossa pagina do face Rumo ao Canada no Facebook





Lindo

River



Fall

Que colaracao






Parque proximo de casa





Minha rua quase praticamente sem folhas


Ate mais.

Abracos

Continue lendo → http://williamrumoaocanada.blogspot.com

Gisele Bündchen – a gaúcha da famosa marca Chanel

Semana passada, enquanto eu assistia a um dos meus programas gravados, vi, de relance, uma propaganda com a nossa querida e super profissional Gisele Bündchen. Como não gosto de propagandas e tenho a possibilidade de gravar o que quero assistir para quando tenho oportunidade (e não no dia e horário que passa na TV), pulo as propagandas e vou direto ao que me interessa!

Tem uma propaganda da Pantene com a Gisele que passa com frequência entre programas aqui. Porém, notei que aquela propaganda era algo grandioso, diferente. Voltei para ver desde o início e achei linda (a propaganda e a Gisele) - um trabalho muito bem feito!

E, como tenho um grande orgulho de a Gisele ser brasileira e GAÚCHA, vim compartilhar com vocês!

Na TV passa uma versão resumida do comercial abaixo:


E aqui, para quem gosta, um pouco sobre a criação do comercial:


Parabéns, Gisele! :)


...
Ah, quer saber como a Gisele cuida do próprio cabelo? Então assista este vídeo!

Continue lendo → http://tchecanadauai.blogspot.com

ARMAS VENDIDAS NO MERCADO DO CANADÁ

Mostramos armas e munição vendidas em um Walmart do Canadá.
Atenção: Estas são armas de soft ball e chumbinho. A venda de armas de fogo no Canadá não são tão simples quanto é nos Estados Unidos.



INSCREVA-SE NO CANAL CANADÁ DIÁRIO NO YOUTUBE
FACEBOOK DO CANADÁ DIÁRIO
TWITTER DO CANADÁ DIÁRIO

GOSTOU DO VÍDEO? COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS. :-)

Continue lendo → http://www.canadadiario.com

Estou empregada!

Eu já estava achando que a pessoa não me ligaria de volta conforme prometido e eu teria que eu mesma fazer a função de entrar em contato, tentar passar da secretária e chegar no gestor que me entrevistou. Ele tinha prometido ligar pelo fim da tarde, então eu estava lá no estágio tentando achar algum trabalho para fazer (as coisas estão meio devagar nesse final de ano) quando o meu celular tocou. E vi que o número era da empresa! Meldels! Já contei que eu detesto falar no telefone? Bom, essa é uma das metas dessa lista, eu já não gosto de falar em português, imagine francês….

Lá fui eu pro corredor, rezando pra ter sinal (aqui em casa quando estou sentada na frente do computador o celular pega muito mal, preciso ir pra janela pra que funcione 100%) e atendi. Era a mesma pessoa, se apresentou de novo e disse algo como “Nós conversamos na sexta-feira, lembra?" e eu pensando "Óbvio que sim, fiquei pensando sobre a entrevista durante todo o final de semana, o que disse de errado e como poderia ter dito melhor, revirei o site da empresa e inclusive teu perfil no Linkedin!" mas respondi um simples "Sim, claro, tudo bem?”. então ele me disse que a empresa tinha achado a minha candidatura muito interessante (!) e gostariam de me contratar (!), nessa hora eu disse um “Ow, super, merci!”.

Depois disso houve muita fala do lado de lá, e eu não entendi 100% do que ele disse. Eu apenas ia dizendo que sim e concordando, porque mesmo que fosse com salário menor, ou por menos tempo eu aceitaria. As linhas gerais do que entendi foram: a confirmação do valor do salário e das horas de trabalho. Outro aspecto foi que como eles não tem um departamento de 3D atualmente, e eu seria a primeira pessoa  que se dedicaria somente a isso, a gente faria uma experiência de 3 meses pra ver como as coisas caminham. Mas depois conversando com outras pessoas concluí que: é normal dizerem isso, pois a maioria das pessoas aqui tem esses 3 meses de experiência, outra razão seria pois eles não me pediram nenhuma referência (ao contrário do Carlos por exemplo, onde a empresa atual ligou para 3 ex-chefes do Brasil e confirmou os diplomas que ele disse que tinha com as universidades), se a pessoa for uma louca varrida se tem a desculpa dos 3 meses pra mandar embora. Como eu tinha dito que poderia começar imediatamente (já que no estágio eu não tinha contrato) ele me pediu pra começar na quarta-feira pois ainda precisariam montar meu computador. Eu tinha acabado de marcar uma reunião com um cliente na quarta de manhã, então pedi pra começar na quinta-feira e ele aceitou.

Depois disso fiquei mega nervosa! Primeiro porque o projeto em que eu entraria é super visado pela imprensa aqui, e é muito importante pra cidade e pra província, já imaginei a responsabilidade de ter minhas imagens publicadas nos jornais. Segundo pois eu trabalharia com softwares que eu não domino 100% (mas depois isso mudou quando pude conversar com o gestor do projeto no primeiro dia de trabalho). Terceiro pois a empresa tem 100% de québécois e franceses como funcionários, nem um único imigrante que fale outro idioma como língua materna. Quarto pois é uma empresa grande, tem 80 arquitetos (eu nunca trabalhei em uma empresa desse porte) e aparentemente uma hierarquia de grandes empresas que a gente vê nos filmes: associados principais, sócios, arquitetos, bacharéis (meu caso), técnicos, estagiários. E quinto pois aparentemente todo mundo usa roupa mais social e eu realmente não estou acostumada à esse estilo e nem tenho muitas peças no guarda-roupa (depois vi que isso não é 100% verdade).

Então é isso, na semana em que completamos 7 meses de Canadá recebi essa notícia! Estou mega feliz e ao mesmo tempo um pouco estressada com a responsabilidade, é um ambiente diferente do que estou acostumada e tenho que aprender ainda sobre tudo: desde usar teclado em francês (é completamente diferente) até aprender como se tranca a porta do banheiro (já comentei que aqui as fechaduras viram pro lado contrário do Brasil? - não só na empresa, aqui em casa também).

Nunca imaginei que conseguiria trabalhar na minha área no primeiro ano aqui, muito menos que seria em uma empresa deste porte e com esses benefícios (35h semanais, seguro saúde e de vida, auxílio financeiro para fazer academia e cursos  - se for em uma área correlata, um número de dias razoáveis de folga no Natal e em julho, plano de aposentadoria). Espero que eu consiga atender as expectativas!


Continue lendo → http://esperandoavez.tumblr.com