Página 4

Relatos Salvajes estreia dia 14 em Buenos Aires

RELATOS_SALVAJES O filme argentino RELATOS SALVAJES, único filme latino-americano na competição do Festival de Cannes 2014, estreia dia 14 em Buenos Aires.

É uma comédia de humor negro, produzida pela companhia de Pedro Almodóvar, que reúne seis histórias curtas, tendo um tema em comum: a perda de controle do ser humano numa situação-limite.

Uma traição amorosa, o retorno ao passado, uma tragédia e a violência de um detalhe quotidiano levam os personagens do longa a perder as estribeiras e a experimentar o prazer do descontrole emocional.

Ao mesmo tempo em que faz rir com seu humor negro, “Relatos Salvajes” faz um perspicaz raio X das fissuras da sociedade argentina, que podem ser estendidas para toda a América Latina.

Como sempre, qualquer filme que venha com o selo “Ricardo Darín”, espero com ansiedade.  Até porque desta vez chega com meu “muso”, Leonardo Sbaraglia. A direção é de Damián Szifrón, o mesmo de “Tempo de Valientes” (2005), sucesso na Argentina, e da série “Los Simuladores”.

Nesta matéria de Página 12, uma excelente entrevista com o diretor.

A trilha sonora está a cargo de Alberto Iglesias, compositor habitual de Pedro Almodóvar e três veces indicado ao Oscar por  O Jardineiro Fiel (The Constant Gardener), The Kite Runner e Tinker Tailor Soldier Spy.

O filme já tem distribuição garantida no Brasil pela Warner, mas sem data definida de estreia.

Outras informações, na página web oficial do filme. 

 

 

O post Relatos Salvajes estreia dia 14 em Buenos Aires apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br

Show de tango em Buenos Aires: La Ventana

La-Ventana

Fotos de divulgação. Não se pode fotografar durante o show

La Ventana

 

BOM PARA:  O espetáculo de tango no La Ventana é para quem quer um show ben clássico. 

O LUGAR:  O La Ventana fica em Balcarce, uma tradicional rua de San Telmo, e abriu suas portas em 1982. 

O salão é num “conventillo” totalmente restaurado, com  destaque para o lindo teto de vidro.

la ventana salao

Salão tem bom tamanho e se vê bem de qualquer lugar

Um dos pontos positivos da casa é que se vê bem o show de qualquer lugar -são quatro níveis, com diferentes alturas. As mesas VIP são as que estão bem em frente do palco. 

A decoração é simples, estilo bodegón, com fotos de personalidades argentinas e antigas, de famílias.

As mesas são bem pertinho umas das outras, mas não me senti sem privacidade em nenhum momento.

Atendimento excelente na noite que fomos.

Importante: rampa para cadeirantes. 

La Ventana

Muitos números de dupla podem cansar o espectador

O JANTAR: O menu é bem variado (carnes, peixe, frango e pastas), estava saboroso, mas peca um pouco na apresentação. O vinho é da casa, feito pela Família Zuccardi, para quem compra o ingresso comum. Se você quiser fazer um upgrade, tem que estar preparado para pagar 400 pesos por um Norton DOC ou 450 por un DV Catena. Menu completo aqui. 

18

Excelente orquestra

O SHOW: Como sempre, o nível dos bailarinos é muito bom, mas o show peca pela falta de direção e figurino muito sem graça. São apenas três números de conjunto – e o restante do tempo os casais se revezam no palco em duplas – o que pode ser absolutamente entediante se você não é um fã absoluto de tango. As bailarinas estão todas de preto e o que muda é apenas a cor do sapato. A exceção são os três números de conjunto já mencionados. Destaque para o excelente show de boleaderas. A orquestra também é boa (aliás, são duas, que se revezam na metade do espetáculo). No final tem o momento Evita que, sinceramente, acho que já deu! Os estrangeiros não entendem muito e os argentinos acham nada a ver! 

08

Vários casais se revezam no palco

12

Momento “Evita”: já deu!

 

O post Show de tango em Buenos Aires: La Ventana apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br

Buenos Aires tem novo – e encantador – guia de viagem

guia_de-viagem_buenos_airesAmantes de Buenos Aires, é com muito orgulho que anuncio esta novidade: a cidade tem um novo e encantador guia de viagem! Chama-se BUENOS AIRES GUIA PRÁCTICA, feito pela designer gráfica e “viajeira” Anna Mendes.

São mais de 200 dicas, divididas em 13 bairros, com sugestões de lugares para comer, beber, comprar, passear e bailar! Inclui, por exemplo, um mapa com o circuito off de teatro de Abasto, algo que não vi nunca em nenhum guia.

Tem ainda sugestões de escapadas (Tigre e Delta, colônia do Sacramento, Mataderos, La Plata e San Antonio de Areco).

O livro tem 40 páginas, é em espanhol e sai pela Editorial La Luminosa, empresa organizadora da FEIRA DE LIVROS DE FOTOS DE AUTOR - umas das melhores atividades editoriais da cidade e que começa amanhã. Programação completa no site oficial

Para completar, o Guia tem ótimo formato para a gente levar na bolsa  (18 x 12 cm) e uma seleção dos melhores lugares da cidade. Custa 90 pesos e estará à venda na Feira de Livros de Autor e também aqui pelo blog.

Interessados podem me mandar um email para contato@aquimequedo.com.br.

 

capa_guia-de-Viagem

Destaque para a delicadeza das ilustrações

 

A Anna, além de excelente profissional, é uma das minhas melhores amigas em Buenos Aires. Brasiliense de nascimento e do mundo por opção, é autora da imagem que ilustra o AQUÍ ME QUEDO e uma das ilustradoras com trabalhos publicados no renomado site THEY DRAW AND TRAVEL.  

Durante todo o ano passado acompanhei a confecção desta obra passo a passo, muitas vezes (muitas mesmo!) indo com ela aos lugares para checar qualidade, atendimento e horários. Tudo foi feito de forma meticulosa.

Fiquem atentos às ilustrações de cada mapa, feitas com amor e delicadeza, e ao texto de abertura, que é lindo.

No mais, é vir com um sapato cômodo e flanar pela cidade, bem acompanhados!

mapa san telmo

San Telmo

 

O post Buenos Aires tem novo – e encantador – guia de viagem apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br

Presidente das Avós da Praça de Maio encontra neto desaparecido durante ditadura

ignacio_hurban

Ignacio Hurban – Facebook do músico

Hoje me encontraram, muchas gracias a todos!

Esta é a primeira frase de um perfil criado agora à noite em Facebook, por voltasdas 20h, em nome de Ignacio Hurban, o neto recuperado de Estela de Carlotto, presidente da Asociación Abuelas de Plaza de Mayo Ele foi sequestrado ainda bebê, durante a última ditadura militar argentina (1976-1983).

Mais do que um sinal dos tempos, a criação de um perfil (creio que vão surgir outros em nome dele) online atende a uma demanda. Porque somos muitos a comemorar com ele sua nova identidade.

Alegría, alegría, alegría mi corazón!

E também porque é a primeira vez que uma notícia destas é vivida assim, tão intensamente nas redes sociais. Muitas novidades…

Estava a 10 dez quadras da associação das Abuelas fui avisada que tinham encontrado Ignacio, ou Guido para sua família original. Saí correndo pelas ruas para poder estar na entrevista coletiva, que seria em meia hora, mas quase não podia enxergar porque meus olhos estavam mareados. Era a notícia do ano!

Um pouco do clima da coletiva para vocês, gravado no aperto pelo amigo e colega jornalista Ricardo Heinen, que me acompanhou nesta empreitada.

Milico decime qué se siente / Que hayamos encontrado un nieto más / Te juro que aunque pasen los años, siempre los vamos a buscar / Porque ahora somos más, las viejas van a brindar y los pibes con nosotros van a estar

 

 

Sou praticamente vizinha da sede das Abuelas, e isso tem me ajudado a acompanhar de perto os anúncios oficiais dos netos recuperados. Todas as histórias são impressionantes – foram 14 desde que cheguei, em 2008. Mas esta é particularmente simbólica, porque foi a busca deste neto que levou Estela a criar a associação humanitária Abuelas, hoje emblema da luta pelos direitos humanos na Argentina.

Sem a determinação desta mulher, de 83 anos, a história de muitas famílias seria outra, bem mais triste.

Durante a coletiva, uma das coisas que mais me chamou a atenção foi a serenidade de Estela.

“Quando o encontrar, creio que não vou dizer nada. Vou abraçá-lo. Quero tocá-lo, quero ver se é como o sonhamos”. 

“Eu não persigo mais que justiça, verdade, e isso que vivemos hoje, que é o encontro dos netos. Isto é um prêmio para todos. É uma reparação para ele, para a família, e para a sociedade em seu conjunto. É preciso seguir buscando os que faltam”.

Cerca de 30 mil pessoas desapareceram durante a última ditadura argentina, segundo os órgãos de defesa de direitos humanos, e cerca de 500 netos foram afastados de suas famílias biológicas, depois do assassinato de suas mães. O neto de Carlotto é o 114° encontrado pelas Abuelas.

 

Um pouco da história dessa busca

Estela e a filha Laura

Estela e a filha Laura

É de arrepiar. Ignacio procurou a associação voluntariamente, após 37 anos, porque tinha dúvidas sobre sua identidade. Ele é filho de Laura Carlotto, que estava grávida de três meses quando foi sequestrada, em novembro de 1977. Na época, Laura tinha 23 anos e era estudante de história na Universidade Nacional de La Plata e militante da Juventude Universitária Peronista.

Segundo testemunho de sobreviventes, Laura foi mantida com vida no centro clandestino de detenção La Cacha, em La Plata, até dar a luz no Hospital Militar de Buenos Aires, no dia 26 de junho de 1978. Ficou com o bebê apenas cinco horas. Foi executada um mês depois.

A partir deste momento, Estela, que era formada em Magistério e exerceu a profissão por 17 anos, se incorporou ao recém fundado grupo de Abuelas e, dois anos, depois foi nomeada vice-presidente. O movimento não parou de crescer e colher feitos.

Graças à pressão dessas avós, cientistas encontraram um método que permite chegar a um percentual de 99,9% de probabilidade de confirmação genética, mediante análises específicas de sangue. É o chamado “índice de abuelidad”, que ficou famoso no mundo. Isso quando ainda faltava um tempo para que os segredos dos genes e do DNA viessem à tona como agora. Conto um pouco desta história na coluna AS AVÓS CIENTISTAS. 

Hoje, a associação preferiu não dar muitos dados pessoais do neto encontrado. Mas as informações vazaram e já se sabe que Ignacio Hurban foi criado na localidade de Olavarría, tem 36 anos, está casado e é pianista – atualmente diretor da escola de música “Hermanos Rossi”, da mesma cidade.

Com uma de suas formações, se apresentou no ciclo “Música por la Identidad”, que justamente organiza as Abuelas de Plaza de Mayo.

Não foi coincidência. Agora só falta o abraço.

 

O post Presidente das Avós da Praça de Maio encontra neto desaparecido durante ditadura apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br

Cafés Notables: a elegância do The New Brighton

the_new_brighton logo

Todas as fotos são do Facebook do The Brighton

THE NEW BRIGHTON é  um bar “elegantemente britânico” no meio da muvuca do centro, a passos da calle Florida (Sarmiento, 645).

O lugar é uma viagem no tempo e inaugura esta seção de CAFÉS e BARES NOTABLES, que começo a fazer a partir deste mês.

Os Cafés Notables são lugares de relevância para a cidade – por sua história, arquitetura ou importância para o bairro – e formam parte do patrimônio histórico de Buenos Aires.

Conhecê-los e tomar um cortado em um deles é um ritual obrigatório para quem está de passagem pela capital argentina.

A lista é grande (mais de 70) e hoje começo as apresentações!

A história do The New Brighton

Antes de se transformar em café e restaurante, o The New Brighton era onde os cavalheiros ingleses e portenhos elegiam seus trajes. Funcionou como alfaiataria até 1976, depois foi sede do restaurante Clark’sm que fechou em 2002, e reabriu em 2007 com o nome atual.

É um ambiente super masculino, bastante frequentado por funcionários que trabalham no centro. Meninas, não se intimidem!

 

the_new_brighton  2jpg

De cara, o imponente bar de madeira

the_new_brighton 5

Vale a pena caminhar e conhecer cada canto

 

Ao entrar,  o primeiro que chama a atenção é  balcão imenso, que recria o encanto dos pubs mais sofisticados. Há um piano de cauda, uma ala para refeições, uma cava e ainda um reservado para jantares mais íntimos.

O lugar foi recuperado por Fermín Gonzales, que se esmerou em manter o clima de Belle Époque, com os maravilhosos vitrôs e a madeira talhada. As paredes estão revestidas de cedro importado da Inglaterra.

 

Ao meio-dia o restaurante oferece menú executivo e, durante a tarde, cafés e drinques.

À noite o serviço é somente a la carte (uma ótima opção numa zona que quase não tem nada). A especialidade da casa é o Lomo Brighton: “lomo envuelto en hojaldre con panceta y champiñón, servido con manzanas bañadas en un gratinado de crema y gruyere”.

Fui apenas para um café, no meio da tarde, que veio acompanhado por muitos e bons chocolates. Recomendadíssimo!

Importante: os preços são mais elevados que o normal, mas o serviço é à altura. Toda uma experiência.

the_new_brighton 4

Vitrôs restaurados

the_new_brighton 3.jpg

Além desse, há um espaço privado para 50 pessoas

the_new_brighton 6

Mais clássico, impossível

 

Endereço: Sarmiento, 645

Horário: Seg – Sex06h às 00h30 e sábado das 18h às 01h

 

O post Cafés Notables: a elegância do The New Brighton apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br