Terra do Fogo: Ushuaia, para entender onde fica (1)

terra do fogo

Onde a Cordilheira dos Andes encontra o mar

Terra do Fogo

Acabamos de voltar da Terra do Fogo, lugar mítico para qualquer viajante.

Foi um passeio relâmpago, de quatro dias (2 em Rio Grande e 2 em Ushuaia), mas que deu para ter uma ideia da beleza desta região da Patagônia, que fica na extremidade sul do continente americano, justo onde a Cordilheira dos Andes se esparrama no mar, lá na pontinha do mapa.

Geográfica e geologicamente, a Terra do Fogo é um arquipélago, separado do resto da América do Sul pelo Estreito de Magalhães.

Leva o nome do português Fernão de Magalhães, que foi quem descobriu esta passagem do Atlântico para o Pacífico em 1520, evitando assim que os marinheiros tivessem que passar pelas águas revoltosas e perigosíssimas do Cabo Horn.

A luz das fogueiras, sempre acendidas pelos povos nativos, inclusive nas canoas, levou os marinheiros a batizar o confim como “Tierra Del Fuego”.

A principal ilha está divida ao meio, como num traço de régua – parte é da Argentina e parte é do Chile. Os chilenos ficaram com uma boa porção, com o temido Cabo Horn e o Porto Williams.

Mas a Argentina ficou com o marketing do fim do mundo!

IMG_4801

Impossível não sair com esta foto!

USHUAIA: E quem explora isso à exaustão é a cidade de Ushuaia, com cerca de 80 mil habitantes, capital da província da Terra do Fogo, a cidade mais turística e a mais austral do mapa.

Fica no sul da ilha, naquele pontinho preto do primeiro mapa, numa bela baía rodeada de, montanhas nevadas, como a Martial, que abriga o pico Olivia (1.470 metros), visível de qualquer ponto da cidade. Um escândalo!

Aliás, é uma paisagem única na Argentina, graças à combinação caprichosa de montanhas, mar, glaciares e bosques.

Proveniente da língua indígena Yámanas, a palavra Ushuaia significa “baía que penetra o poente” – Ush = ao fundo e Wuaia = baía. (Aguardem para os próximos dias um post específico sobre povos originários). 

É uma cidade pequeninha, em cujas ruas se respira um ambiente de “vacaciones” e onde, com algum esforço, de pode imaginar como o lugar foi um dia – construções de madeira, de chapa, um pouco de cor para contrastar com o cinza do inverno.

535006_10202192428397907_1385328866_n 1375302_10202192446478359_2111565437_n 1377085_10202192432958021_1659287937_n 1379901_10202192433598037_1995249834_n 1391578_10202192428597912_227305710_n

 

No verão, a região é ponto de partida e parada de cruzeiros, passeios marítimos e caminhadas pela beira de lagos lindíssimos. No inverno, o forte é a estação de esqui e os passeios em trenós puxados por cachorros (!!).  A temporada de neve se inaugura no dia 20 de junho com uma caminhada noturna com tochas e uma grande festa para celebrar a noite mais larga do ano – das cinco da tarde às dez da manhã!

Em frente a Ushuaia fica o Canal Beagle. É um estreito, que deve o nome ao navio de exploração britânico que por lá navegou no século XIX (o HMS Beagle, comandado pelo inglês Robert Fitz Roy). A bordo, o então jovem de 23 anos chamado Charles Darwin. Eles estiveram pela região em 1832/33 e em 1834.

No seu Diário, Darwin apontou notas sobre a terra, que depois reproduziu em A Origem das Espécies.

Vem com a gente conhecer o fim do mundo!

terra do fogo

O Aquí me Quedo te dá uma carona!

O post Terra do Fogo: Ushuaia, para entender onde fica (1) apareceu primeiro em Buenos Aires: Aquí me quedo.


Continue lendo → http://aquimequedo.com.br